Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pacotinhos de Noção

A noção devia ser como o açúcar e vir em pacotinhos, para todos tomarmos um pouco...

A noção devia ser como o açúcar e vir em pacotinhos, para todos tomarmos um pouco...

Pacotinhos de Noção

31
Ago21

Agarrar o touro pelos cornos


Pacotinhos de Noção

21380843_Y1ZjK.jpeg

Já fui à tourada.

Era miúdo e fui assistir a uma tourada na já inexistente Praça de Touros de Cascais.

Tinha uns 4 anos e admito que achei alguma graça ao espectáculo em si, e sentia um friozinho no estômago quando via que o touro quase apanhava o cavalo ou o toureiro. Na minha infantil inocência pensava que o touro não se magoava e que saindo dali teria um longa e próspera vida.

Cresci e percebi que não era assim. Embora em Portugal não se pratiquem os touros de morte a verdade é que eles também acabam por morrer, ainda que fora da arena.

Dito isto devo frisar que não sou vegetariano e que gosto de um bom bife, mas dai a achar piada a ver o sofrimento de um animal vai uma grande distância.

Durante anos não pensei se as touradas deveriam ou não ser extintas, mas parando e pensando um bocadinho, comecei a formar a minha opinião. As touradas deveriam acabar.

O argumento de que dá trabalho a muita gente é talvez o mais forte, mas no séc. XIX também havia a profissão de vaga lumes (homens que apagavam e acendiam os candeeiros públicos) que entretanto deixou de existir.

Cultura e tradição não são argumentos válidos. A Queima do Gato também era tradição e entretanto deixaram-se disso, felizmente. Pondo a mão na consciência dá para perceber que o ser humano é dos mais estúpidos e animalescos desde sempre.

Nos argumentos contra há apenas um e só um, e que é o suficiente para parar tudo, e que é o de fazerem sofrer o animal.

Caçar para comer, fazer a matança do porco para aproveitar todo o animal, são coisas que eu não faria mas que percebo até quem faça. Magoar apenas para gáudio e júbilo de quem faz e quem vê, é algo com o qual não posso concordar.

Então e se proibiram os animais no circo, que na grande maioria dos casos até eram animais bem tratados (existem sempre excepções), não se proíbem as touradas de imediato porquê? Em relação aos animais do circo nem concordo com o argumento da dignidade do animal que não existe para nos divertir. Se este argumento fosse levado à letra ninguém poderia ter animais de estimação que também são por nós adquiridos para nos satisfazerem, quer como diversão quer como companhia. Mas o assunto não é esse. São as touradas.

Se for para acabar que se acabem já e que se pare também com o pessoal anti-touradas que pensa que para defender um ponto de vista tem que se andar à cacetada.

Quando foi a situação do João Moura, cheguei a ver elementos de uma das claques do Benfica que foram à manifestação apenas com a esperança de que a coisa pudesse dar para o torto, para poderem andar à batatada.

Este exemplo só mostra que violência gera violência, e espetar um animal é uma violência enorme. Para terminar com isto há que haver coragem e vontade política e agarrar o touro pelos cornos.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub