Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pacotinhos de Noção

A noção devia ser como o açúcar e vir em pacotinhos, para todos tomarmos um pouco...

A noção devia ser como o açúcar e vir em pacotinhos, para todos tomarmos um pouco...

Pacotinhos de Noção

01
Ago21

Negacionistas


Pacotinhos de Noção

Polish_20210801_013704957.jpg

Hoje tive o meu primeiro contacto com um negacionista. Não lhe falei, os nossos olhos não se cruzaram, mas a presença dele marcou-me. Não pelas alarvidades ditas, que até nem me eram dirigidas. Eram apenas as típicas atoardas que se lançam para o ar e que quem quiser apanhar, que apanhe.

Foi numa pastelaria e lá estava ele, ali com os amigos sentado a um cantinho. Parecia a típica imagem do bêbedo na taberna que só diz baboseiras. Mas o local não era uma taberna e ele não estava bêbedo, o que é ainda mais grave.

Este negacionista pelos vistos não nega só o COVID e as vacinas. Água e banho também são coisas em que não acredita porque, conforme disse há pouco, os nossos olhos não se cruzaram, mas o meu nariz cruzou-se com o cheiro que dele emanava, e era quase tão mau como a porcaria que a sua boca expelia.

Este parágrafo era desnecessário, mas achei importante partilhar tão gratificante experiência. Não queria ser só eu a sofrer.

Um negacionista não é um tipo de ser recente. Existem desde o início dos tempos e são dotados de uma agilidade mental sem precedentes.

Na pré-história, quando todos diziam que existiam mil perigos quando se saía para caçar e os negacionistas afirmavam serem só balelas e que todos os outros estavam enganados. Escusado será dizer que faziam esta afirmação por não serem dos indivíduos destacados para caçar.

Dando um salto temporal de muitos e muitos anos, chegamos a um negacionista famoso. Pitágoras.

Até então a teoria de que o nosso Mundo era plano como um prato era a mais comum, mas Pitágoras tinha a certeza que não, sendo então considerado negacionista. Não conseguiu provar a sua teoria que só veio a ser comprovada mais tarde por Aristóteles...

Exactamente, utilizei a palavra "comprovada" que é uma palavra utilizada também pela maior parte dos negacionistas mas normalmente de forma um tanto ou quanto leviana.

Aristóteles comprovou a teoria da terra redonda e em contraponto surgem então outros negacionistas, que continuavam a defender a teoria da terra plana.

Por incrível que possa parecer, ainda hoje existe quem acredite nessa bizarrice.

Negacionistas há para tudo, durante todos os tempos e para todos os gostos.

Deixo aqui até uma sugestão à Panrico.

Já não existem cromos nos pacotes dos Bollycaos. Porque é que não fazem uma colecção de cromos negacionistas, muito ao jeito do "Tou", no princípio dos anos 90.

Haveria o "Nego as evidências", "Nego a COVID", "Nego a chegada do Homem à Lua", "Nego a morte do Michael Jackson", "Nego ser filho dos meus pais", "Nego que PI seja 3,14"... Há uma série de negas que dariam cromos infindáveis.

O que muito me incomoda é que ainda por cima tenho visto, nas redes sociais, que alguns destes negacionistas até são seres cultos e pensantes, e a ideia que dá é que apenas são negacionistas para conseguirem ser diferentes e assim fazerem as atenções recaírem sobre eles.

Chego a ver afirmações de que "se posso morrer com COVID, mas também há uma possibilidade de morrer por causa da vacina, ainda que numa escala muito menor, então prefiro nem tomar a vacina". Isto é apenas burro.

Também os cintos de segurança e os capacetes chegaram a ser alvo dos negacionistas. Um dos argumentos acerca dos cintos era o de que em caso de capotamento, seria mais difícil a pessoa soltar-se tornando assim mais difícil sair do veículo, e eu até concordo. Sem cinto a possibilidade de ser cuspido é bem maior, e assim nem se tem trabalho a desencarcerar nem nada. É só meter no saco e levar o corpo.

Em relação aos capacetes nem me recordo de nenhum argumento. Era pura e simplesmente casmurrice.

Mas cada um tem o direito de ter os ideais e pensamentos que quiser. Não acreditam, pois que não acreditem, mas o que é certo é que se não forem vacinados poderão ser uma forte fonte de contaminação e transmissibilidade, e como tal não lhes deveria ser permitido, mesmo numa altura de mais desconfinamento, que frequentassem locais de mais afluência.

Este Governo é uma desgraça. Ao contrário do que muitos pensam e defendem, este é dos piores que já tivemos, e compreendo que haja muitos descontentes, mas contrariar só por contrariar não faz sentido, e ao contrariar estas normas, sanitárias e de vacinação, não estão a prejudicar só o Governo, estão a prejudicar também o Estado e lembrem-se, que o Estado somos nós... Ou também negarão esse facto?

Como se pode ver o negacionista é uma espécie que habita entre nós deste sempre. Não podemos fazer nada e penso até que nem valeria a pena fazê-lo. Um negacionista só o é enquanto tiver quem lhe dê atenção. Se estiver a negar sozinho, é apenas um maluco a falar sozinho, por isso deixemo-los falar.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub