Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pacotinhos de Noção

A noção devia ser como o açúcar e vir em pacotinhos, para todos tomarmos um pouco...

A noção devia ser como o açúcar e vir em pacotinhos, para todos tomarmos um pouco...

Pacotinhos de Noção

12
Mar21

O Tio Patinhas vai doar a fortuna


A.K.

11.jpg

Abriram-se precedentes e agora a festa acabou.

O último foi a doninha, Pepe Le Pew que será uma personagem eliminada pela Warner porque contribui para a cultura da violação.

Tivemos o actor Hank Azaria a deixar de fazer a voz do Apu, nos Simpsons, porque um americano, de origem indiana, que por acaso também é actor e comediante e como tal precisava de publicidade (e conseguiu-a) se queixou de ter sido gozado por causa desta personagem... Se ele for sempre assim tão "nho-nho-nho" então é natural que se metam com ele, mas não por culpa do Apu. A culpa será dele mesmo.

A coisa chegou de tal forma ao ridículo que agora, nos Simpsons, nenhum actor caucasiano pode fazer a voz de uma personagem étnica.

A HBO, nos Estados Unidos, retirou o "E Tudo o Vento Levou" da sua plataforma de streaming porque retratava preconceitos raciais.

Aos poucos tudo vai mudar. O tio Patinhas vai ter que deixar de ser avarento e de tratar mal o Donald porque um pato marreco qualquer se vai queixar e ainda o vamos ver a distribuir toda a sua riqueza por aqueles que mais precisam. O filme "A Gaiola das Malucas" vai ver-lhe retirado os prémios e as nomeações para os Óscares, porque não respeita a comunidade LGBT. O "Taxi Driver" também por causa da personagem da Jodie Foster, que era menor...

Mas esta fantochada toda é culpa de quem?

De todos. Eu por exemplo, na frase atrás retrai-me de escrever "mariquice" em vez de "fantochada" mesmo sabendo que esta "mariquice" não tem qualquer tipo de conotação homofóbica, mas como existe a possibilidade de alguém comichoso se sentir ofendido, então evitei o uso da palavra. Mas isto não devia acontecer porque tudo tem o seu contexto e o grave é isso mesmo. As mordaças estão a ser colocadas porque retiram as personagens, as situações, as histórias do contexto e criam um burburinho de tal ordem que quem produz os conteúdos criticados, acaba por se assustar e dar o braço a torcer, mesmo quando não o devia ter feito.

A vida e o mundo das artes, aos poucos vão começando a parecer aquele arroz branco sem sal e sem sabor, que é apenas o que uma pessoa pode comer quando tem uma gastroenterite. E tudo por causa da diarreia mental de uma minoria barulhenta e ridícula.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    A.K. 13.03.2021

    Obrigado e bom fim de semana.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub