Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pacotinhos de Noção

A noção devia ser como o açúcar e vir em pacotinhos, para todos tomarmos um pouco...

A noção devia ser como o açúcar e vir em pacotinhos, para todos tomarmos um pouco...

Pacotinhos de Noção

27
Mai21

Em alto e bom som, para toda gente ouvir


Pacotinhos de Noção

IMG_20210527_012333_270.jpg

Situação passada hoje, no comboio.

Uma senhora fala ao telemóvel em alta-voz. Uma outra senhora, mais velha, pergunta-lhe se pode antes falar em modo normal, porque a incomoda ter que ouvir conversas pessoais.

A senhora pede desculpa, desliga o alta-voz e segue conversa.

Duas paragens mais à frente entram uma senhora africana, com a filha e curiosamente também a falar em alta-voz. Vai sentar-se precisamente junto da senhora mais velha.

Depois de alguns minutos, e vendo que a conversa não ia terminar tão depressa, a senhora mais velha faz o pedido que também tinha feito à outra. A senhora, que está com a filha, dando-lhe assim o exemplo correcto de como agir nestas situações, responde: "Quem está mal muda-se. Não estou a incomodar ninguém e a senhora nem ouve a minha conversa."

A senhora mais velha respondeu que já estava naquele lugar, que se sente incomodada por ter que estar a ouvir conversas privadas, que mesmo sem querer está a ouvir a conversa, tal como toda a carruagem, e que até sabe que a chamada é para a neta poder falar com a avó, e que tem que se ter consciência de não usar desta forma o alta-voz, pois se naquela carruagem todos o fizessem, ninguém conseguiria falar.

A resposta da mãe foi a mais simples de todas. Disse: "Só me está a dizer isso porque sou preta. É racista."

Eu ficaria desarmado com este murro no estômago, mas a senhora mais velha, com todo o seu sangue frio e espírito acutilante, respondeu: "Antes da senhora entrar fiz o mesmo pedido a outra menina, sem lhe ter olhado à cor da pele. E deixe-me que lhe diga que a educação não tem cor, e era isso que devia transmitir à sua filha".

O que é verdade é que a mãe há-de ter tido alguma vergonha, porque acabou por desligar o alta-voz.

Em relação ao esgrimir do argumento do racismo nem me vou pronunciar.

A senhora foi só parva e já aqui tinha referido que vai chegar a altura em que tudo acabará por ser como a história do Pedro e do Lobo. Com tanta vitimização despropositada, vai chegar uma altura em que as pessoas vão deixar de acreditar. E não estou a falar só de questões raciais. Quando há uma denúncia há que se investigar e punir o agressor quando é verdade, mas julgo que também se deve punir o denunciante quando se descobre que é mentira.

Esta questão da alta-voz, das colunas de som, do não se querer saber se estamos ou não a incomodar o próximo é mais um reflexo da falta de educação, noção e senso comum? Será que estamos todos a ficar parvos e já não conseguimos perceber que supostamente é bom "pensar fora da caixa" mas também é bom que cada um se mantenha "dentro do seu quadrado" e que tente não invadir o espaço dos outros. Mesmo em restaurantes é incómodo querer fazer uma refeição e nas mesas do lado ter grupos de pessoas que não se sabem comportar em público, proferindo asneiras em alto e bom som e rindo ou gritando, apenas porque estão muito contentes ou são muito sociais.

Parece-me uma batalha perdida porque na verdade tudo é uma questão de educação e a educação não aparece por osmose. Tem que haver um trabalho de pais, família, sistema de ensino e até da sociedade para que se evitem estas situações e até outras como a da Jéssica do Seixal, cujas agressões fizeram um rapaz correr para a frente de um carro, sendo atropelado e não morrendo por um triz.

A senhora do comboio de hoje, aquela que tinha mais idade, fez a parte dela e eu invejei não ter a capacidade que ela demonstrou de exigir que quem partilha um espaço público comigo me saiba respeitar como eu os respeito a eles.

12
Fev21

Acerca do "Gorda fura-filas"


Pacotinhos de Noção

PhotoCollage_20210212_171612029.jpg

E depois do meu último post, em que falava da vitimização de todos e mais alguém, eis que surge a polémica da Bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, que serve muito bem para ilustrar exactamente o contrário daquilo que referi.
Neste caso em concreto, em que a menina Cavaco usou de rudeza e falta de educação, as definições e características que foram atribuídos aos visados pela bastonária, não passaram de agressões gratuitas e que, essas sim deveriam ser passíveis de um qualquer tipo de sanção.
Aquilo que é ainda mais interessante é que Ana Maria Cavaco ainda acha que chamar "gorda fura-filas" à presidente da Câmara de Portimão, Isilda Gomes é justificado pelo facto de que a própria presidente da Câmara justificou afirmou ter sido vacinada por ser obesa e hipertensa, fazendo dela uma pessoa de risco... O tema não é este, mas as únicas pessoas de risco hão-de ser os munícipes de Portimão por terem como presidente alguém que deixa a desejar à honestidade, mas isto não invalida a atitude destemperada de Ana Maria Cavaco que até poderia ser desculpável. Poderia ser desculpável se nos estivéssemos a referir a uma adolescente estúpida de 14/15 anos, que faz do Facebook, Instagram e Tik Tok o seu "modus operandi" para ofender as outras rapariguinhas da idade dela, mas não... Estamos a referir-nos a alguém que ocupa um cargo de alguma importância, que tem claras intenções políticas para o futuro e que, pelo aspecto já vai com uma idade entradota... Mas isto pode ser por ser magra de tão ruim. Os magros são sempre mais feios e parecem sempre mais velhos.
Este tipo de ataques pessoais, e que dizem respeito apenas ao físico são feios e só os faço porque dá gozo ser estúpido com quem também o é.
Para ser ainda mais contundente na minha ofensa devo dizer à Sra. Dona bastonária que para mim, ela foi separada à nascença da irmã gémea, a Sónia do Big Brother, e que a irmã mais inteligente está num "reality show".
Mas também não se pode esperar muito de alguém que gosta de andar aos beijinhos com André Ventura.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub