Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pacotinhos de Noção

A noção devia ser como o açúcar e vir em pacotinhos, para todos tomarmos um pouco...

A noção devia ser como o açúcar e vir em pacotinhos, para todos tomarmos um pouco...

Pacotinhos de Noção

27
Jan21

Uma pandemia sem vacina


Pacotinhos de Noção

 

Todos estão a par deste vírus que se espalhou rápidamente e que não tem vacina e nem parece ter fim à vista.

É um vírus que não mata, mas moe e que tem um efeito de propagação devastador... Não, não estou a falar do COVID 19. Estou a falar da Cristina Ferreira.

Dizem que um país tem os políticos que merece e pelos vistos tem também os ídolos que mais se lhe adequam. O facto de ser uma saloia não é  característica de demérito, e não deveria também ser um estandarte glorioso. Ser saloia faz alguém mais nobre e genuíno que um tripeiro ou alfacinha? Percebo que seja saloia porque é da Malveira, mas não consigo compreender a justificação de ser desprovida de qualquer tipo de senso comum, noção ou capacidade de identificar o ridículo a que se expõe.

Já todos vimos os cartazes que a magnata da azeitice divulgava, quando ia ser transmitido determinado filme ou programa na estação de Queluz de Baixo. Imaginem que iam passar o filme da Disney "A Bela e o Monstro". O cartaz ia ser a cara da Cristina Ferreira no lugar da Bela, no lugar do bule e no lugar do Monstro... e que monstro criei eu, pensará por esta altura Manuel Luís Goucha.

Nem se pode dizer que fossem cartazes com um qualquer tipo de mensagem subliminar porque a mensagem, essa, estava bem explícita, era -"tomem Cristina até mais não. Cristina de manhã, à tarde e à noite, Cristina na televisão. Cristina nas revistas e até no telhado do pavilhão. É Cristina em comprimidos, em gotas e já se está a preparar em supositório (o vulgo foguetão)"-

Não me preocupa minimamente o desgaste da imagem da empresária. Na verdade até tenho todo o gosto que se gaste depressa. Apenas tenho pena que existam tantos e tão bons comunicadores/apresentadores de televisão colocados na prateleira, e que sejamos obrigados a consumir esta pessoa de manhã à noite.

Se me disserem que tenho sempre a opção de mudar de canal, tendo a concordar. Mas isto é uma pandemia, a pessoa já não está circunspecta só ao canal, está generalizada e parece um sonho mau, para onde quer que me vire é só Cristina, Cristina, Cristina.

A única coisa que usaria com gosto, caso a Cristina Ferreira decidisse lá colocar a cara, seriam rolos de papel higiénico, mas de escatologia falarei noutro post em que fale de políticas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub