Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pacotinhos de Noção

A noção devia ser como o açúcar e vir em pacotinhos, para todos tomarmos um pouco...

A noção devia ser como o açúcar e vir em pacotinhos, para todos tomarmos um pouco...

Pacotinhos de Noção

09
Abr22

Os Idiotas


Pacotinhos de Noção

png_20220409_031355_0000.png

Antes que tudo gostaria de dar um recadinho para o Gustavo Santos e Abdel Camará.

Não vos sigo, e os senhores cometem o erro crasso de não me seguir, mas visto que vos menciono gostaria de esclarecer, muito embora acredite que tendo em conta o título já perceberam, mas este post é-vos dedicado. Acredito que possam não gostar, aliás, espero até que odeiem, porque se assim for significa que temos mesmo ideais e maneiras de pensar completamente diferentes o que, para mim, é reconfortante.

Ouço diariamente o Extremamente Desagradável, da Joana Marques, como de resto já mencionei algumas vezes. O que também já mencionei é haver episódios com os quais não consigo sequer esboçar um sorriso. Não por demérito da autora do programa, mas por enorme mérito dos pascácios escrutinados, e que vomitando as suas anormalidades, só me fazem pensar em quantos passos atrás demos na escala evolutiva.

Neste episódio foi analisada um directo entre Gustavo Santos e Abdel Camará, e as alarvidades foram mais que muitas.

Poderia mencionar o quão ridículo é ter dois vendedores de banha da cobra a tentar dizer coisas estúpidas em catadupa, mas com uma sobranceria como se aquilo que dizem fosse completamente acertado, devendo até ser registado como lei.

Falaram sobre a pandemia, sobre a guerra na Ucrânia, no quão espectacular são e no quão fraquinhos somos nós, em comparação com eles, claro está.

Escusado será dizer que estas bestas intelectuais são negacionistas.

São negacionistas da vacina, do vírus, da guerra e da empatia.

Orgulham-se do facto de não serem vacinados e ridicularizam todos aqueles que o foram, esquecendo-se de que vão sendo beneficiados de uma provável imunidade de grupo, devido aos outros que "não têm uns grandas tomates" (palavras de Gustavo Santos, referindo-se ao facto de não ter vacina, e ainda se vangloriar disso em frente a elementos que assistem a uma palestra, por ele dada). Provavelmente o que nos falta em tomates sobrará em responsabilidade, mas se se orgulham tanto da tomatada que possuem, em vez de a terem entre as pernas, que a pendurem ao pescoço. Fica a ideia.

Tentam ridicularizar as ajudas que se dão à Ucrânia, afirmando que as pessoas não estão a reparar no aumento de preços, porque TÊM que enviar ajuda para o país em guerra. Mais uma vez são estúpidos, porque ninguém tem que dar nada. Só dá quem quer e quem pode.

Para quem não conhece Abdel Camará é preto. Isto, na verdade, não seria relevante caso alguns dos comentários que este retardado faz não fossem carregados de racismo e xenofobia.

A determinada altura este imbecil afirma que até há uns tempos ninguém aguentava os ucranianos, porque eles "vinham para cá roubar o trabalho aos portugueses e que agora até lhes abrem as portas"... Mas que esterco de comentário é este? Um tipo que certamente já jogou a cartada do racismo para se vitimizar, utiliza sem pudor o conceito que deveria abominar, e não hesita em fazer aquilo que provavelmente já sentiu na pele, o racismo e  a xenofobia.

Mas a estes apalermados tudo é permitido. É que afinal de contas eles são mentores, gurus, "coaches" de como bem viver, bem trabalhar, bem-dizer trampa. Estes dois, segundo aquilo que parecem fazer crer, e tantas são as vezes em que o repetem, é que são dos poucos que usam o cérebro e sabem pensar. Nós não, nós não o sabemos usar e para pensar será sempre preciso fazer um esforço hercúleo.

Tenho uma sugestão, que espero sinceramente que sigam.

Dado que usam tanto o cérebro, peço-vos que o usem também para colocar pregos nas paredes, por exemplo. Provavelmente os quadros ficarão mal pendurados à mesma, mas fica a satisfação de saber que, pelo menos um pouco, se hão-de ter aleijado.

O argumento válido de Gustavo Santos, contra a nossa preocupação com esta guerra, é o de que "guerras, há bués!" e é verdade, há bués mesmo. A diferença desta para as outras é que esta, de repente, pode desencadear numa guerra mundial. Dai a nossa maior preocupação, em relação à Ucrânia. Será esta explicação clara o suficiente para dois tipos que, claramente, têm grandes dificuldades de cognição, embora pensem que não?

Ouvir as patetices que eles dizem fez-me lembrar quando vamos a uma qualquer casa de banho, fazemos o número 2, damos a descarga no autoclismo e então reparamos haver um entupimento e a água começa a subir e nós a rezar, a água a subir e nós a rezar, a subir mais e nós a rezar e a suar... até que tudo acaba em bem. Mas com as latrinas vocais de Gustavo e Abdel, a porcaria veio mesmo para fora, e parece que não quer parar.

Para finalizar, e deixando de analisar os intervenientes de tamanhas ignorâncias, gostaria de ressalvar que Gustavo Santos tem cerca de 52 mil seguidores, e Abdel Camará 20 mil. Se eu fosse muito simpático iria dizer que as pessoas que os seguem são como aquelas que desaceleram para ver os acidentes de automóvel, gostam de ver desgraças, mas como não sou, resta-me imaginar que há quem realmente sinta necessidade de ajuda, mas não sabe bem onde procurar. Aconselho a que o façam melhor. Se argumentarem que seguem, estes dois pelo que transmitem, e porque vendem muitos livros... A transmissão está com imensas interferências, mais valia ouvir a mira técnica, e a Renova também vende muito papel, que mesmo após usado, continua a ser mais interessante e com mais conteúdo que os livros do Gustavo Santos.

16
Ago21

Gouveia e Melo - Erro de casting


Pacotinhos de Noção

E1hzoFeWEAEqex7.jpg

O assunto já foi mais que falado mas gostaria também de deixar aqui os meus 5 cêntimos.

Gouveia e Melo é claramente um erro de casting por parte de António Costa.

Foi nomeado para o cargo para organizar o processo de vacinação e o que é que o Sr.Vice-Almirante se lembrou de fazer? Organizou o processo de vacinação. MAS O HOMEM ESTÁ LOUCO? Manchar o currículo quase imaculado do nosso 1ºMinistro, que sempre fez questão de se rodear de pessoas exímias em desculpas de mau pagador e que têm na capacidade de transferir culpas para os outros um quase super-poder. Acho uma vergonha.

Outra vergonha foi a situação que se passou em Odivelas.

O militar foi visitar um centro de vacinação em Odivelas e esquecem-se de lhe abrir a porta das traseiras, para poder fugir aos negacionistas. O homem não conseguiu "ir à volta" e acabou por enfrentar os manifestantes, sujeito a que lhe fosse transmitido o vírus. Não o COVID, porque já ouvi dizer que é um vírus inteligente, e sendo inteligente parto do princípio que não se ia meter com gentalha como os negacionistas, que aquilo é pessoal que não é vacinado e hão-de estar cheios de bicharada. Pelas fotos dos manifestantes que gritam na cara de Gouveia e Melo, parece-me que até piolhagem devem ter. Afinal de contas o piolho é parasita que ataca forte os macacos e o que vi foi uma autêntica macacada. Vi macacada e vi agressões vis e destemperadas que deviam ser alvo de queixas-crime. Então não é que o bárbaro do Almirante, enquanto subia as escadas, acabou por ir contra alguns indivíduos que ali se estavam a manifestar de forma pacífica e ordeira sem ofender ninguém...

Peço desculpa mas tive que parar rapidamente porque nunca tive muito jeito para fábulas e até já estava a ficar nauseado. Não me informei e nem sei se por acaso terá havido alguém a defender a tese de que o Gouveia e Melo empurrou pessoas, mas não me admiraria nada de ver umas quantas virgens ofendidas a reclamarem da forma animalesca com que o homem passou por eles. Sabendo de antemão que ia haver manifestação acho que deviam ter sido tomadas medidas. O Vice-Almirante Gouveia e Melo deveria ter contratado o Moisés para o ajudar. Se o líder religioso já conseguiu abrir caminho por entre o Mar Vermelho, abrir caminho por entre um Mar de Trampa não haveria de lhe ser difícil. Mas não havendo Moisés, houve Henrique e é uma pena que ele não ande com um cajado na mão como o Moisés. Assim podia ter dado umas bordoadas naquela gentalha.

Referir-me como gentalha aos negacionistas, principalmente estes que além de o serem querem incomodar quem não é, poderá ser visto como uma forma algo desrespeitosa de me referir às pessoas, mas não pretendo alterar a forma como me refiro porque na verdade é para ser desrespeitosa mesmo. Não respeito quem deliberadamente quer colocar a vida dos outros em risco. Podem ter as suas convicções, mas que as guardem para eles, ou partilhem apenas com os seus ou com quem as quiser saber.

"Não podes falar assim, porque a população está bastante vacinada e as pessoas continuam a morrer." - Posso estar a errar, mas ou muito me engano ou parece-me que continuarão a morrer. Nesta situação, mais uma vez, imputo responsabilidade ao governo... e passo a explicar porquê. Hoje morreram 13 pessoas que foram divulgadas como morrendo por causa do COVID. Estamos a falar maioritariamente de idosos, será que morreram de COVID ou poderiam ter morrido mesmo se não tivessem o vírus. É que nos lares morrem pessoas todos os dias. Afinal de contas os velhos são lá deixados pelos familiares para esperarem a morte, ou vão-me dizer que um velho quando sai de um lar há ainda a hipótese de ir fazer Erasmus? Lares são salas de espera para a morte, e o virus apenas faz as senhas andarem mais depressa. É triste, mas já era triste antes da pandemia, ela apenas veio acelerar o processo.

Voltando ao Sr.Almirante, e agora mais a sério.

Gostei da coragem e da hombridade, e se já tinha o meu respeito pela forma como organizou a vacinação agora tem também a minha admiração pela forma como reagiu aos manifestantes.

Como eu muita gente passou a admirar e a popularidade do homem subiu em flecha, o que me leva ao principal ponto do título.

Depois disto acredito que António Costa, e até Marcelo Rebelo de Sousa, comecem a pensar que poderão ter cometido um erro no casting de Gouveia e Melo. É que alguém que mostre trabalho, mostre coragem e mostre que ganha uma admiração crescente por parte da população, deverá ser retirado. Isto porque o mancebo de hoje pode ser o General de amanhã e os nossos mais altos governantes actuais não gostam de bater continência a ninguém.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub