Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pacotinhos de Noção

A noção devia ser como o açúcar e vir em pacotinhos, para todos tomarmos um pouco...

A noção devia ser como o açúcar e vir em pacotinhos, para todos tomarmos um pouco...

Pacotinhos de Noção

22
Dez21

Gira o disco e toca o mesmo...


Pacotinhos de Noção

png_20211222_015706_0000.png

Tenho evitado voltar a falar do assunto Covid.Evito porque já não há paciência, porque já não há nada de novo, porque já me mete nojo as historietas do "novo normal" do "salvar ou ganhar o Natal", as incertezas dos confinamentos ou não confinamentos, das medidas que eram umas e agora são outras, das conversas de negacionistas, dos que tanto sabiam, mas que afinal não sabiam assim tanto... Não há pachorra.

Continuo a pensar que negar as evidências não é não fazer parte do rebanho nem ser iluminado, é só ser estúpido, mas devo admitir que chego a uma fase em que também eu me vou começando a sentir estúpido.

Acredito na vacina e na sua efectividade. É um facto comprovado e quanto a isso não há grandes dúvidas. Algo em que também não há grandes dúvidas é na falta de capacidade e de organização destes idiotas que nos têm conduzido. Falo do Primeiro-Ministro António Costa, da Ministra da Saúde Marta Temido e da Directora Geral da Saúde, Graça Freitas.

Quanto ao primeiro não se iludam, a sua principal luta não é contra o vírus, é a luta para manter a cabeça à tona de água. Precisa de votos como de pão para a boca, para continuar a alimentar esta sua exacerbada fome de poder.

Parando e analisando pode até ser que a fome de poder não seja uma fome assim tão grande e tendo em consideração o histórico de ex-políticos do PS que estiveram no poder, a probabilidade de António Costa não querer sair, para assim continuar a ter as costas quentes com o cargo que ocupa, evitando ser, mais tarde ou mais cedo alvo de investigações, é algo que não me parece de todo descabida... ou será que é?

A estratégia apresentada, de deitar abaixo quase todas as restrições, e de agora, próximo das eleições voltar a impor algumas, mostrando que se faz tudo por tudo para combater a pandemia, mais não é do que um apelo ao incauto português para no final de Janeiro votar naquele que, cortando-se-lhe o coração, tem que impor estas restrições para nos salvar de uma sorte madrasta.

O que me incomoda é que realmente há por ai muita toupeira, que se deixa enganar por estes "rodriguinhos" de fraquíssimo marketing político, e vai mesmo voltar a votar neste déspota.

As duas personagens que faltam são a confirmação de que, de facto, todos eles pouco se estão "marimbando" para quem se safa, quem não se safa, quem se infecta ou não infecta.

Marta Temido podia ser apelidada de crocodilo, quer pela sua enorme bocarra que não raras vezes abre para dizer asneiras, mas também pelas lágrimas, que já em diversas ocasiões quase lhe rolaram pela face, numa confrangedora tentativa de mostrar que tem sentimentos e que o que lhe corre nas veias é mesmo sangue. Mas não é. O que lhe corre nas veias é descaramento e incompetência, relembro como foi escandaloso o que aconteceu no Inverno passado, e não foi por falta de avisos, assim como não houve falta de avisos para o período invernal e até infernal que por aí vem.

Uma das vozes que recordo ter ouvido várias vezes alertar para a situação a que estamos a chegar, foi a jornalista Clara Ferreira Alves, apelidada até de alarmista por um ou outro seu colega do Eixo do Mal... Pois, não foi alarmista, foi precavida nas chamadas de atenção, ainda no período de Verão, aconselhado a que se fizesse a projecção do que poderia ser o Inverno.

Por fim temos Graça Freitas que parece aquela professora, que todos tivemos, que não percebia bem a matéria dada, que acabava por baralhar os alunos ao misturar alhos com bugalhos. Mas nessa altura um tipo podia estudar em casa ou ir a explicações, neste caso aqui explicações não há e em casa não se estuda, só se fica confinado. Mas não se preocupem pois podemos trocar umas compotas, feitas por nós, no vão das escadas, ou fazer um pequeno-almoço de Natal, em vez da já tão batida ceia.

Bem sei que estas anormalidades não foram ditas pela Graça Freitas e sim pelo seu substituto, visto que a directora estava em casa, de molho, mas se fosse ela a porta-voz a treta seria aproximadamente a mesma. Recordo que a senhora de lenço ao pescoço, que mais faz lembrar o cartoon do "Lone Ranger" (quem não conhece que pesquise e veja o cowboy de lenço), já teve intervenções tão espectaculares como a de não haver o perigo do vírus chegar a Portugal, de que a transmissão do mesmo não seria por pessoa a pessoa e sim por alimentos, que as máscaras dariam uma falsa sensação de segurança, etc.

A única coisa em que está senhora tem sido de uma coerência fenomenal é na tentativa de imputar sempre a culpa aos cidadãos, sendo esta uma táctica concertada por estas três figuras.

Graça Freitas, não rara é a vez, em que insinua que o número de casos só aumenta porque as pessoas não têm todos os cuidados que deveriam ter, António Costa chegou a chamar cobardes aos médicos, e Marta Temido afirmou que os mesmos médicos são pouco resilientes.

Meus amigos, o circo está montado. Depois de Janeiro, quando as eleições ficarem para trás, vai tudo ficar em casa de novo. Não porque vá morrer tanta gente como no ano passado, mas sim porque não há camas nos hospitais, há menos profissionais na área da saúde e porque deixará de interessar assim tanto se as coisas melhoram ou não. Afinal de contas as eleições já hão de ter acontecido e mais votos só serão necessários para as eleições que chegarão muito tempo depois.

10
Set21

Dissecando o comentário


Pacotinhos de Noção

Screenshot_2021-09-10-00-07-35-908.jpg

BREVE NOTA:

Os textos deste blog são disponibilizados também no Instagram e o comentário que aqui analiso aconteceu nessa rede social e não aqui no SAPO.

Hoje vou fazer algo de diferente.

Primeiro gostaria de lhes pedir que vejam as fotos e depois leiam este texto. Gostaria de justificar que não escondi nem o nome, nem a imagem da pessoa que fez este comentário porque se o fez numa página que é pública, então a probabilidade de que o mesmo fosse visto por mais pessoas era grande, e ele há-de ter tido isso em consideração. Cada um tem direito à sua opinião, mas contra factos não há argumentos, e em relação à atitude do juiz negacionista o facto é que ele foi arrogante, mal-educado e provocador. Já vi quem defenda que apenas evitou que os polícias carregassem sobre as pessoas, o que é MENTIRA, e o facto de defenderem essa mentira descridibiliza-os por completo. Ouve-se claramente no vídeo que o polícia diz que não vão carregar sobre ninguém, mas o taralhoco do juiz quis fazer o seu espectáculo, o seu circo, porque tinha quem o aplaudisse porque, na verdade o que o tipo quer é apenas isso, auto-promover-se e uns minutinhos de fama, e continuou com a ladainha. Nem lhe interessa quem o apoia, mas sim que façam barulho. Vou então responder ao nosso amigo @joao_21inacio que entre outras coisas que diz, mostra ter orgulho por já ter tido COVID duas vezes e "que está direito e sem problema nenhum". Contrario esta afirmação de forma veemente. Lendo todo o comentário é perceptível que algum mal o COVID te fez, porque a única justificação para tanta alarvidade junta só pode ser a de o vírus te ter feito ficar confuso. O grande problema disto não é malta bronca e jovem que apanha a doença duas ou três vezes e que, aparentemente, fica bem. O mal desta doença são aqueles que a apanharam da primeira vez e que não apanharão mais nenhuma, porque o corpo não aguentou.

Já paraste para pensar que numa dessas tuas circulações pelo país poderás ter infectado alguém que entretanto morreu por tua causa? É que nem é possível perceber bem que trampa de negacionista és tu, porque o vírus não o negas, até já o tiveste duas vezes. Será porque não te vais vacinar? A opção é tua. Provavelmente entre visitas ao XVideos, e os videojogos com que vibras, conseguiste obter informações privilegiadas que a maior parte das pessoas não obteve, mas ainda assim não conseguiste perceber que o exemplo que dás, em que "Qualquer dia, até para ir 💩💩 no café tens que entrar com máscara no WC", não foi o melhor. Não sei muito bem como te posso dizer isto sem chocar, mas desde há uns meses que isto já é uma regra. Aliás, considero até um pouco irresponsável, e de mau tom, utilizares os WC's dos cafés para esses fins, numa altura de pandemia. Mas cada um sabe onde lhe é mais confortável o acto do alívio.

Acredito que nem tenhas pensado muito bem antes de escrever. É que acredito mesmo até que não tenhas pensado sequer, mas o que afirmas é tão lógico que até me sinto parvo em ter que o referir. Pois então repara. Se em Portugal há as restrições apertadas que não há em Espanha, tendo até eles mais mortos e infectados, isto significa que o facto de eles não terem tantas restrições, tem o péssimo resultado de existirem mais mortos e infectados. É precisamente isso que se quer evitar, ou não será?

Não querendo bater mais no ceguinho aproveito para constatar outro facto que é o de que muitos destes negacionistas são tipos das drogas leves, que as usam para recreação, e isto faz-me sempre recordar um meme que vi há uns tempos, em que dizia algo como "Uma vacina que é feita em laboratórios especializados, por equipas de médicos em ambientes esterilizados e controlados, é um veneno que não queremos meter no nosso corpo. Já drogas que são feitas em lugares sem o mínimo de controlo, por pessoas que não se sabe quem são, e que atravessam continentes enfiadas no cu de alguém! Isso já não tem qualquer problema."

Digo-vos com sinceridade. Estou farto. Estou farto e cansado destes gajos que não acreditando querem que os outros também não acreditem. Que utilizam argumentos que parecem inventados por crianças de quatro anos e que acima de tudo se sentem orgulhosos por serem ignorantes, ainda que ignorantes iluminados, pois sabem mais que todos.

De qualquer das formas agradeço ao menino que fez o comentário que fez. Ele é a prova viva de que não podemos levar em conta negacionistas e além disso foi das parvoíces mais engraçadas que vi nos últimos tempos. Espero também que se lembre de não usar cinto de segurança enquanto conduz, pois também isso é uma imposição do Governo e em ti ninguém manda.

16
Ago21

Gouveia e Melo - Erro de casting


Pacotinhos de Noção

E1hzoFeWEAEqex7.jpg

O assunto já foi mais que falado mas gostaria também de deixar aqui os meus 5 cêntimos.

Gouveia e Melo é claramente um erro de casting por parte de António Costa.

Foi nomeado para o cargo para organizar o processo de vacinação e o que é que o Sr.Vice-Almirante se lembrou de fazer? Organizou o processo de vacinação. MAS O HOMEM ESTÁ LOUCO? Manchar o currículo quase imaculado do nosso 1ºMinistro, que sempre fez questão de se rodear de pessoas exímias em desculpas de mau pagador e que têm na capacidade de transferir culpas para os outros um quase super-poder. Acho uma vergonha.

Outra vergonha foi a situação que se passou em Odivelas.

O militar foi visitar um centro de vacinação em Odivelas e esquecem-se de lhe abrir a porta das traseiras, para poder fugir aos negacionistas. O homem não conseguiu "ir à volta" e acabou por enfrentar os manifestantes, sujeito a que lhe fosse transmitido o vírus. Não o COVID, porque já ouvi dizer que é um vírus inteligente, e sendo inteligente parto do princípio que não se ia meter com gentalha como os negacionistas, que aquilo é pessoal que não é vacinado e hão-de estar cheios de bicharada. Pelas fotos dos manifestantes que gritam na cara de Gouveia e Melo, parece-me que até piolhagem devem ter. Afinal de contas o piolho é parasita que ataca forte os macacos e o que vi foi uma autêntica macacada. Vi macacada e vi agressões vis e destemperadas que deviam ser alvo de queixas-crime. Então não é que o bárbaro do Almirante, enquanto subia as escadas, acabou por ir contra alguns indivíduos que ali se estavam a manifestar de forma pacífica e ordeira sem ofender ninguém...

Peço desculpa mas tive que parar rapidamente porque nunca tive muito jeito para fábulas e até já estava a ficar nauseado. Não me informei e nem sei se por acaso terá havido alguém a defender a tese de que o Gouveia e Melo empurrou pessoas, mas não me admiraria nada de ver umas quantas virgens ofendidas a reclamarem da forma animalesca com que o homem passou por eles. Sabendo de antemão que ia haver manifestação acho que deviam ter sido tomadas medidas. O Vice-Almirante Gouveia e Melo deveria ter contratado o Moisés para o ajudar. Se o líder religioso já conseguiu abrir caminho por entre o Mar Vermelho, abrir caminho por entre um Mar de Trampa não haveria de lhe ser difícil. Mas não havendo Moisés, houve Henrique e é uma pena que ele não ande com um cajado na mão como o Moisés. Assim podia ter dado umas bordoadas naquela gentalha.

Referir-me como gentalha aos negacionistas, principalmente estes que além de o serem querem incomodar quem não é, poderá ser visto como uma forma algo desrespeitosa de me referir às pessoas, mas não pretendo alterar a forma como me refiro porque na verdade é para ser desrespeitosa mesmo. Não respeito quem deliberadamente quer colocar a vida dos outros em risco. Podem ter as suas convicções, mas que as guardem para eles, ou partilhem apenas com os seus ou com quem as quiser saber.

"Não podes falar assim, porque a população está bastante vacinada e as pessoas continuam a morrer." - Posso estar a errar, mas ou muito me engano ou parece-me que continuarão a morrer. Nesta situação, mais uma vez, imputo responsabilidade ao governo... e passo a explicar porquê. Hoje morreram 13 pessoas que foram divulgadas como morrendo por causa do COVID. Estamos a falar maioritariamente de idosos, será que morreram de COVID ou poderiam ter morrido mesmo se não tivessem o vírus. É que nos lares morrem pessoas todos os dias. Afinal de contas os velhos são lá deixados pelos familiares para esperarem a morte, ou vão-me dizer que um velho quando sai de um lar há ainda a hipótese de ir fazer Erasmus? Lares são salas de espera para a morte, e o virus apenas faz as senhas andarem mais depressa. É triste, mas já era triste antes da pandemia, ela apenas veio acelerar o processo.

Voltando ao Sr.Almirante, e agora mais a sério.

Gostei da coragem e da hombridade, e se já tinha o meu respeito pela forma como organizou a vacinação agora tem também a minha admiração pela forma como reagiu aos manifestantes.

Como eu muita gente passou a admirar e a popularidade do homem subiu em flecha, o que me leva ao principal ponto do título.

Depois disto acredito que António Costa, e até Marcelo Rebelo de Sousa, comecem a pensar que poderão ter cometido um erro no casting de Gouveia e Melo. É que alguém que mostre trabalho, mostre coragem e mostre que ganha uma admiração crescente por parte da população, deverá ser retirado. Isto porque o mancebo de hoje pode ser o General de amanhã e os nossos mais altos governantes actuais não gostam de bater continência a ninguém.

14
Jun21

Certifica-se que está certificado


Pacotinhos de Noção

Polish_20210614_020815567.jpg

Como todos sabem as redes sociais são de modas. Quer de assuntos, quer de páginas visitadas e até de fotos.

A moda mais recente é a de colocarem fotos de certificados de vacinação COVID, para mostrarem que já levaram pelo menos, a primeira dose da vacina.

Daquilo que me tenho apercebido, e segundo ouvi dizer, TODOS vão ser vacinados, por isso aquilo que fazem questão de mostrar nas redes sociais não é grande avaria. Significa apenas que são mais velhos que os que ainda não foram vacinados ou que podem ter alguma comorbidade... Que treta, hein?

Mal comparado isto é como o surgimento do carrito Smart lá pelos finais da década de 90, princípio da de 2000. Inicialmente só se via um ou outro, e os donos queriam muito mostrar. As pessoas não conheciam o bólide, até achavam alguma piada e olhavam com vontade. Depois foi uma enchente de tal forma grande que parecia mais uma praga. Havia até lugares de estacionamento próprios para Smart's nalguns centros comerciais. Agora que quase já toda a gente conduziu, pelo menos uma vez aquele minicarro, ninguém lhe liga nenhuma.

Mas percebo que estejam satisfeitos. Afinal de contas é um importante passo dado, rumo à tentativa de vitória contra o ranhoso deste vírus. Mas se querem assim tanto mostrar que estão vacinados sugiro que, das duas uma, ou vos colam os certificados na testa ou então levam com um carimbo no lombo como se faz às carcaças dos leitões ou até como os ovos, que têm sempre o carimbo da validade.

Tem graça que ainda me recordo de até há bem pouco tempo existirem pessoas que temiam a vacina, porque o malandro do Bill Gates queria injectar-nos um chip para ficar a saber tudo sobre toda a gente. E não é que o sacana conseguiu. O chip pelos vistos comanda as vontades dos vacinados, e deve ser por isso que eles mostram os certificados.

Alguns mostram até o acto da vacinação em si. Já não via tanta seringa espetada no braço desde que mandaram abaixo o Casal Ventoso.

Mas deixemo-nos de brincadeirinhas parvas porque na realidade estou um tanto ou quanto apreensivo. Imaginem que passa a ser práctica comum a colocação de fotos de exames, e resultados dos mesmos, nas redes sociais.

Uma "pica" e posterior certificado ainda se aguenta, mas e se a pessoa vai fazer uma endoscopia com biópsia!? Não quero nada imagens disso. As endoscopias são tramadas tanto de fazer como de ver, com a pessoa ali deitada, toda a regurgitar-se.

Preocupa-me ainda mais se calha a alguém ter que ir fazer o exame da próstata...

Pode ser que num dia, em que me calhe a mim ter que fazer este exame, que esta moda macaca já seja apenas uma memória distante.

Caso continuem a insistir nesta treta de expor os certificados, julgo que o nosso Senhor Presidente da República deveria declarar novo estado de emergência, só para assim poder obrigar a que cada pessoa, que expõe o certificado de vacinação, seja também obrigado a expor o seu certificado de habilitações, com os seus 11 e 12 valores, a Educação Visual e Português B. Iam apanhar grande vergonha. Nunca mais punham certificado nenhum online.

11
Jun21

Uns são filhos, outros não são federados


Pacotinhos de Noção

downloadfile.png

SOMOS OS MAIORES, CARAÇAS. VAMOS AO EURO E ATÉ OS COMEMOS.

Mas com máscara por favor! Ou então não. Então não porque, ao que parece, a maior parte dos jogadores da selecção já estão imunizados.

A justificação é a de que, e passo a citar o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo (o Cristiano Ronaldo da task force), "a vacinação da selecção portuguesa de futebol e da respectiva equipa técnica que irá participar no Euro2020, já está concluída e insere-se na lógica de excreção, para acções especificas de representação oficial do País em eventos internacionais, junto de organizações que recomendam a vacinação dos participantes"a vacinação da selecção portuguesa de futebol e da respectiva equipa técnica que irá participar no Euro2020, já está concluída e insere-se na lógica de excreção, para acções especificas de representação oficial do País em eventos internacionais, junto de organizações que recomendam a vacinação dos participantes"

Trocado por miúdos, aquilo que isto quer dizer é: "- Meus caros, como sabem atravessamos uma pandemia. Já vacinámos uma franja da população mas grande parte está ainda por vacinar. De qualquer das formas é necessário animar o povinho e, como já dizia o outro, temos que ter Fátima, Fado e Futebol. Decidimos então que os jogadores da selecção têm que ser vacinados, ainda que não estejam na faixa etária indicada, não tenham comorbidades e não desempenhem um trabalho que seja essencial à população."

Fátima teve já o seu momento, aquando das comemorações do dia de Nossa Senhora. Foi tudo muito certinho, as pessoas respeitaram cada uma o seu espaço, que havia sido previamente delimitado. Isto dentro do santuário, porque cá fora estava tudo ao molho e fé em Deus... Neste caso em Nossa Senhora.

O futebol já teve vários momentos em que se viu ser tratado de forma privilegiada, e esta situação das vacinas é apenas mais uma. Percebo que é imperiosa a necessidade de haver este espectáculo do futebol e constato, com esfuziante alegria, que no EURO até já vão acontecer alguns jogos com público. Parece que assim de repente tudo melhorou. E deve mesmo ter melhorado porque até nas notícias de hoje, em que nos injectaram doses cavalares de selecção, nem se fez muita menção ao facto de termos atingido 910 novos casos.

Estes 910 casos valem o que valem. Na minha opinião havendo casos mas não havendo mortes, nem uma corrida desenfreada aos hospitais, interiorizo que as infecções acabarão por ser uma normalidade, e aos poucos nem terão qualquer destaque. Se os grupos de risco estiverem imunizados, as infecções poderão ser, na sua grande parte, apenas sensações de mau estar. Mas isto é o que eu penso. Eu não tenho a obrigação e o dever de informar os cidadãos de como evoluí a pandemia. Já os canais e os blocos de informação...

Mas voltando à questão do futebol, que mais uma vez acaba por ser o "filho" a quem calha a melhor parte do testamento.

Várias vezes já ouvi dizer que o desporto é muito importante, mas quando ouço isto penso inocentemente que se estão a referir à prática, não à visualização.

Se realmente ver futebol é assim tão importante sugiro que a Sport TV, Benfica TV e Eleven Sports, passem a ser sujeitas a receita médica e até comparticipadas pelo Estado.

Gosto bastante de ver futebol, mas não consigo enquadrar este desporto de massas como algo culturalmente necessário, de modo a que até os atletas sejam vacinados antes que outras pessoas, que possam realmente acrescentar algo mais.

Vejo mais necessidade cultural em espectáculos, peças de teatro e até em idas ao cinema.

Se faz sentido vacinar os atletas não faria também sentido vacinar actores e todos aqueles que são necessários para que haja cultura?

Isto leva-me ao terceiro F, de Fado.

Será que vem por ai "A Grande Noite do Fado" e todos os participantes vão ter direito a serem também inoculados?

É cultura, representam Portugal no estrangeiro e grande parte do povo também gosta. Logo ai parecem-me critérios mais que suficientes para justificar a vacinação. Se tal não acontecer, parece-me injusto.

Para acabar queria só chamar a atenção para o seguinte. Só ficámos a saber que os jogadores da selecção foram vacinados porque, depois do jogo contra a Espanha, o jogador espanhol Busquets deu positivo à Covid. Se assim não fosse, a coisa era feita pela calada, para evitar escândalos. Mas até nisso foram não pensaram bem. É que está a começar o EURO e quando joga a selecção os escândalos ficam para segundo plano.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub